domingo, 20 de dezembro de 2015

Sou uma pessoa complicada.


Sou uma pessoa complicada. Sempre fui. E dramática também. Penso demasiado sobre tudo. Esse tudo acaba por ficar guardado para mim, escrito numas simples folhas de papel. Penso nos meus erros, nos meus desejos, no que isso implica, nas minhas alegrias, nos meus medos, aflições... Perda de tempo? Acho que não, são apenas pensamentos a fluírem na minha mente. Por vezes faz-me mal, outras nem por isso. E depois tem aquela parte em que dou a entender que estou mal, poucas são as pessoas que reparam nisso... mas as que reparam sinceramente me fascinam, mostram que estão atentas. Penso no amor, ai o amor... esse que me faz sentir grandes momentos e palpitações por pessoas "erradas". No entanto, apercebi-me de que não me importo com isso, só quero senti-lo, acho que são poucas as pessoas que têm esse privilégio. Penso na minha invisibilidade para muitas pessoas. O desprezo que me dão, ou aquele que eu penso que me dão, levam-me muitas vezes a cometer loucuras, que por vezes são as mesmas. Por isto tudo e muito mais, sou uma pessoa complicada. 
PS: só me sinto inspirada quando estou triste. (outro factor)

2 comentários:

  1. acho que no fundo somos todos pessoas muito complicadas

    ResponderEliminar
  2. Adorei, somos todos complicadas sempre em alguma coisa :)

    ResponderEliminar